ACESSE

Dilma defende Maduro

Telegram

Dilma Rousseff, durante seu discurso de uma hora e vinte minutos, defendeu a ditadura de Nicolás Maduro.

Ela disse, segundo o Estadão:

“Tem de ser extremamente ignorante para acreditar que uma oposição da Venezuela vai entrar nisso de boazinha. Se tiver apoio dos Estados Unidos, será uma carnificina. Ficar dizendo como o Maduro é um ditador sanguinário é nos chamar de imbecis.”

Bolsonaro conseguirá 'despetizar' a máquina pública? SAIBA MAIS AQUI

Comentários

  • Luiz -

    Não é questão de chamá-los de imbecis, eles simplesmente os são. Verdadeiros jumentos em matéria de inteligência. Em especial essa cidadã que atende pelo nome de Dilma. Uma mentecapta, uma catástrofe ambulante.

  • Fausto -

    Qual a incoerência? É uma ditadura e são imbecis.

  • Leopoldo -

    Eu digo que o Maduro é um ditador sanguinário. Portanto, digo também o seguinte: Janete, você é imbecil.

Ler 79 comentários