Dilma é 2/3 ladra

Pedro Barusco, à CPI do BNDES, disse que o esquema de propina da Sete Brasil foi montado antes da própria empresa, dentro da Petrobras:

“Já vinha de lá. Primeira licitação foi conduzida pela própria Petrobras. Já vinha lá da primeira. Era um padrão, uma linha que tinha, de 1%, com algumas empreiteiras. Tinha um percentual de 1% sobre os contratos dos estaleiros. Houve a combinação. Era uma combinação só. Não é pegar que os contratos eram de US$ 24 bilhões, então era US$ 240 milhões. Não era bem assim. E a divisão era de 2/3 para o Partido dos Trabalhadores e 1/3 para algumas pessoas, o Renato Duque, Roberto Gonçalves, eu, o João Ferraz e o Eduardo Musa”.

Dilma não é ladra?

Bem, ela deve se considerar 2/3 ladra. Os 2/3 que o PT roubou por ela e para ela.