Dilma é um atraso de vida

A estratégia da Dilma e do PT é o adiamento contínuo das coisas, como as pedaladas. Adia-se o ajuste fiscal até a crise ganhar um tamanho “inadministrável’; adia-se uma resposta ao TCU pois não há defesa plausível; adia-se o voto na sessão do TSE para não enfrentar a irremediável derrota.

Até o PMDB adia sua convenção e uma decisão de rompimento.

É um atraso de vida.