Dilma ganha prazo para testemunhar

O juiz Vallisney Oliveira concedeu prazo até dia 5 de fevereiro para que Dilma Rousseff se manifeste por escrito como testemunha do lobista Eduardo Valadão na Operação Zelotes.

O prazo também vale para outras autoridades com foro privilegiado, como o ministro Aloizio Mercadante, além de parlamentares, governadores e prefeitos arrolados.

Eles podem alegar que não têm nada a dizer.

Faça o primeiro comentário