"Dilma praticamente não fez campanha", diz candidato que 'roubou' votos da petista e garantiu vaga

Carlos Viana, do PHS de Alexandre Kalil, é o responsável por “roubar” votos de Dilma Rousseff na região norte de Minas Gerais e no vale do Jequitinhonha, o que ajudou a petista a não se eleger para o Senado.

Viana garantiu a segunda vaga — a primeira ficou com o deputado federal Rodrigo Pacheco (DEM) — depois de ter rodado, segundo ele, 186 cidades e um total de 27 mil quilômetros durante a campanha.

“Consegui avançar no território do PT porque ela [Dilma] praticamente não fez campanha. Ela passou a maior parte do tempo [da campanha] fora de Minas. Ela nunca morou aqui”, disse o senador eleito a O Antagonista.

O que estão escondendo de você no 2º turno? Confira AQUI

“As poucas vezes em que ela arriscou ir para a rua, foi vaiada. Talvez, por isso, preferiu ficar mais em estúdio, gravando programas. Mas não se ganha mais eleição assim”, acrescentou.

Ao longo de toda a campanha, os institutos de pesquisa mostravam que Dilma seria eleita em primeiro lugar. Em 7 de outubro, porém, apesar dos 2.709.223 votos, a ex-presidente acabou ficando em quarto, com 15,35% dos votos.

“A votação nela foi de quem consome o PT por ideologia e só. O eleitor mesmo não quis Dilma.”

Comentários

  • Mendes -

    Á Internet também teve á sua glória,pois os mineiros conectados fizemos á campanha em votar em senadores 2º e 3º LUGARES,como o comentário do (NaMosca).Cambada de falastrões,mal agradecidos !

  • NaMosca -

    Não seja otário e vaidoso cara. Aterriza!!! Os mineiros votaram no 2º e no 3º colocados nas pesquisas porque tinham pavor dela representá-los e ficar falando merda no Senado. Simples assim!!!

  • Cristiano -

    kkkkkkk ri demais ao ver que 99% do TJ MG e dos funcionários do TRE MG votaram na anta.

Ler 92 comentários