Dilma se coloca no seu lugar

Dilma Rousseff tomou posse e a TV Gazeta teve picos de audiência com um programa culinário. Dilma Rousseff não foi a Paris, para a marcha pela liberdade de expressão e contra o terrorismo, e ninguém lá sentiu falta. Dilma Rousseff não vai a Davos, para o Fórum Econômico Mundial, e ninguém lá notará a sua ausência.
Onde mais ela faria diferença, se não na Bolívia de Evo Morales? Não é por ideologia que Dilma Rousseff resolveu prestigiar a terceira posse de Morales. É também para aumentar um pouco a autoestima. O lugar dela é mesmo na Bolívia.