Dilma sente a pressão

Dilma Rousseff parece ter sentido a pressão da Lava Jato, que está na sua cola.

A presidente impichada divulgou uma nota em que ataca a operação, chama Antonio Palocci de “mentiroso contumaz”, diz que nunca foi amiga de Márcio Lobão e afirma que não se intimidará.

“Mais uma vez, vazamentos seletivos e ilações mal intencionadas suscitados pela Lava Jato dão a tônica do noticiário, com o intuito de elevar a pressão sobre a ex-presidenta da República e intimidá-la com suspeitas e tentativas de ofender sua imagem”, diz a nota.

“O senhor Márcio Lobão, detido pela Polícia Federal na Operação Galeria, na terça-feira, 10 de setembro, em mais uma das muitas etapas da Lava Jato, não tem – nem nunca teve – qualquer relação de amizade ou proximidade com Dilma Rousseff”, prossegue a petista.

Sobre Palocci, seu ex-ministro, Dilma diz:

“A base das investigações é a delação premiada do senhor Antonio Palocci, um mentiroso contumaz que prestou depoimento e jamais apresentou provas de envolvimento de Dilma com corrupção ou malfeitos. A fragilidade das denúncias não serviu nem mesmo ao Ministério Público a aceitar a delação do senhor Palocci.”

Por fim, Dilma afirma que “a intimidação não vai funcionar” e que “continuará lutando para desmascarar essa imensa farsa construída com o suporte da Lava Jato”.

Sentiu.

Comentários

  • Jorge -

    Mentir é especialidade de petistas et caterva!

  • Antônio -

    Não foi corrupção a compra da Refinaria de Pasadena, no Texas, um ferro-velho, apr4ovada por ela, a toda-poderosa Ministra das Minas e Energia e PRESIDENTE do Conselho de Administração da Petrobr

  • Rosany -

    Ainda existe algo que possa "ofender a imagem" desta c@del@ FDP? VTNC, porc@ v@g@bund@! Ant@ m@ldit@! Logo, logo estará na cadeia também.

Ler 151 comentários