Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"A pandemia não é uma situação matemática"

Diretor do Instituto Butantan considera muito cedo para os gestores públicos começarem a falar em grandes aglomerações, como carnaval
“A pandemia não é uma situação matemática”
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Dimas Covas, do Butantan, disse ao UOL que ainda “é muito precoce” para pensar em eventos com grandes aglomerações.

“Não sabemos o que vai acontecer. O grande aprendizado atual é o seguinte: a pandemia não é uma situação matemática.”

Ele emendou:

“No ano passado, muitos falavam que a pandemia acabaria em setembro, outubro. Ela piorou em novembro e abril deste ano foi o mês mais grave da pandemia. Tivemos quase o dobro de casos e óbitos do ano passado. Ainda veio a variante Delta, nova, precisamos ver o comportamento, o que vai acontecer.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO