Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Dimas Covas descarta dose de reforço da Coronavac em 2021

O diretor do Instituto Butantan rebateu as críticas do presidente Jair Bolsonaro sobre o imunizante
Dimas Covas descarta dose de reforço da Coronavac em 2021
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, rebateu as críticas feitas à Coronavac por Jair Bolsonaro. Na semana passada, o presidente disse que o imunizante “não deu certo”.

Em entrevista ao Estadão, Covas rebateu a declaração e atribuiu a Bolsonaro a falta de confiança nos imunizantes. Ele citou o fato de pessoas escolherem quais vacinas querem tomar.

“A colaboração enorme que aconteceu aqui foi a tentativa de desconstrução da vacina do Butantan feita pelas autoridades federais. Foi um movimento sistemático. As autoridades federais, principalmente relacionadas ao Poder Executivo. Vez por outra, o ‘mandante mor’ do Brasil fala alguma coisa. Obviamente há uma legião de comandados que obedecem cegamente.”

Dimas Covas também comentou a possibilidade da aplicação de uma dose de reforço anual da vacina. Mas, segundo ele, isso não deve ocorrer em 2021.

“A partir disso é possível, não quer dizer que vá acontecer, que haja a necessidade de um reforço, de um ‘booster’ vacinal. E há também estudos para saber se o ‘booster’ pode ser com qualquer vacina. Aqui o desafio ainda é vacinar a população em geral. Depois disso, aí sim vai poder pensar na dose de reforço e na população infantil e adolescente que também, necessariamente, terá de ser incluída.” 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO