Dinheiro na privada

Quando agentes da Polícia Federal bateram na porta da casa do advogado Mateus de Moura Lima Gomes, em Belo Horizonte (MG), durante a operação Capitu, ele correu para o banheiro para jogar 3 mil reais na privada.

Não deu tempo de dar descarga — e muito provavelmente as notas não desceriam esgoto abaixo

O registro é uma imagem literal da sujeira na política brasileira.

Operação Lava Toga: a chance de limpar o Judiciário. SAIBA MAIS
Mais notícias
TOPO