Dinheiro público a partidos aumentou quase 500% em 20 anos

O dinheiro público destinado aos partidos políticos cresceu quase 500% desde 1996, registra o Estadão.

Criado em meados dos anos 1990, o Fundo Partidário, previsto em R$ 927,7 milhões para o próximo ano, cresceu junto com o número de partidos no país. Há 23 anos, eram 19 com assento no Congresso. Em 2019, serão 30 na Câmara dos Deputados.

O fundo é abastecido com dotações orçamentárias – aprovadas pelos próprios deputados e senadores – e multas eleitorais aplicadas aos mesmos partidos.

“De 1996 para cá, o aumento tem sido constante ano a ano, com a exceção de poucos períodos — que normalmente vêm depois de anos com grandes acréscimos financeiros, como 2015. O valor caiu, por exemplo, em 2016 e 2017, até voltar a crescer neste ano e no próximo. No acumulado, cresceu cerca de 470%.

Esse acréscimo, porém, foi acompanhado por uma desconcentração dos recursos em razão da fragmentação partidária cada vez maior da Câmara. Em 1996, os cinco partidos com maior porcentual do fundo representavam 82,7% do montante. Hoje, equivalem à metade: 41%.”

Quanto PSL e PT terão de fundo partidário em 2019

“Mesmo sem o fundo, temos condições de participar do jogo”, diz presidente do Novo

Brasil, 2019 — O seu guia para compreender o ano que vai sacudir a nação (e sobreviver a ele) AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 20 comentários
  1. Façamos uma campanha para um referendo sobre a continuidade desse fundo na próxima eleição, garanto que o voto pela extinção será maioria entre os brasileiros. E que façamos que se cumpra o r

  2. Tem q acabar com essa bos.ta. Nao somos obrigados a pagar campanha de políticos q querem se eleger e depois nos roubar Quem quiser ser político q arque com sua campanha do seu proprio bolso

  3. Não é pra cortar, Bolsonaro e Paulo Guedes? Esse valor todo deve ser destinado ao povo, que é o verdadeiro dono deste dinheiro. Hora de cortar gastos supérfluos. Façam valer a palavra!

  4. Urge que se extinga o Fundo Partidário, o Cotão – que paga desde Romané Conti até tapioca -, carro oficial com motorista e gasolina de graça, auxílio moradia, pagamentos extras pra tudo …