Dinheiro vivo no sítio de Lula

A reforma do sítio de Lula foi paga em dinheiro vivo.

O advogado da empresa que tocou a obra, a Rodrigues do Prado, disse à Folha de S. Paulo que seu cliente recebeu em espécie o pagamento de 167 mil reais (233 mil reais em valores atualizados).

A nota fiscal foi emitida em nome de Fernando Bittar.

Mas o dono da Rodrigues do Prado nunca teve contato com ele.

O dinheiro, de fato, era levado por um emissário.

Quem?

Faça o primeiro comentário