Dino prefere conversar com Huck

A esquerda continua em busca de um discurso — e de possíveis alianças — para enfrentar Jair Bolsonaro.

Em entrevista à Folha e ao UOL, Flávio Dino, que já colocou a campanha na rua, falou em manter diálogo com Luciano Huck, outro postulante ao Planalto.

“Acredito que não há nenhum muro que deva ser visto como um intransponível. Agora, é preciso que as pessoas queiram.  E eu, particularmente, não tenho medo de crítica. Não preciso ficar disputando torneio de valentia. Eu tenho coragem, tenho perspectiva, tem um lado, eu tenho seriedade, sei o que eu represento, o que eu defendo.  Sou militante da esquerda brasileira, defendo uma perspectiva social, os mais pobres, a soberania do país. Outras pessoas querem se somar a isso? É nosso papel trazer. Eu prefiro Luciano Huck dialogando comigo do que dialogando com Bolsonaro”, disse o governador do Maranhão.

O NOVO BOTE EM MORO. Leia aqui

E mais:

“Isso é elementar porque, se ele está dialogando com o outro campo, significa dizer que nós estamos alienando não apenas ele, mas, sobretudo, nós estamos afastando segmentos sociais que se sentem representados por ele. Quando me reúno com o Fernando Henrique, com o Luciano Huck, com o Rodrigo Maia, não estou reunido com o indivíduo. Estou mostrando que o segmento social que eu represento pode e deve dialogar com o segmento social que eles representam.  Eles possuem também legitimidade no jogo político e sempre foi assim. Não é hora de sectarismo.”

Comentários

  • Cardoso -

    Só digo uma coisa pra esse Governador alienado...Vai cuidar de melhorar a vida da população do 2° Estado mais pobre do país primeiro...E pare de ficar sonhando com Presidência.

  • ana -

    Que o diabo os carregue, a todos!!!!

  • Noely -

    O Maranhão não está pior porque os sulistas estão fazendo bonito lá , estado em que a corrupção é na merenda escolar e, este tolo do Dino se achando o ban ban!

Ler 42 comentários