Diogo Mainardi: O cachorro de Tabata

Diogo Mainardi: O cachorro de Tabata
Foto: Reprodução

Em sua coluna na Crusoé que foi ao ar hoje, Diogo Mainardi comenta a posse de Joe Biden (“a chatice foi a melhor coisa”) e a despedida de Donald Trump da Casa Branca.

“[Trump] fez seu último discurso, subiu a escadinha do avião e, com Village People tocando nos alto-falantes da base aérea, desapareceu para sempre. O sentimento da massa é insidioso. Um dia o paspalho é o Duce, no outro ele está refugiado em Salò, no outro ele aparece pendurado em Piazzale Loretto. O paspalho que atualmente ocupa o cargo de presidente do Brasil vai virar ex-presidente. É a única certeza que eu tenho.”

LEIA AQUI a íntegra da coluna; assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: Enquanto Brasília faz tudo errado, a Crusoé continuará fazendo o certo: fiscalizando o poder.
Mais notícias
TOPO