Diogo Mainardi: O porta-estandarte do terceiro bloco

Diogo Mainardi: O porta-estandarte do terceiro bloco
Foto: Reprodução/YouTube/O Antagonista

Na Crusoé desta semana, Diogo Mainardi defende que o país encontre logo “um nome, uma voz, um lema” capazes de unir todos os que são contra Jair Bolsonaro e também contra Lula.

“O putsch do STF, que limpou a ficha de Lula, esculhambou os planos de um monte de gente. Os candidatos nanicos, que evaporavam nas pesquisas, entenderam que é preciso parar de se acotovelar e ‘costurar uma candidatura única’, como disse o editorialista do Estado de S. Paulo, alguns dias atrás. Ele disse também que, ‘para evitar que o país tenha que encarar mais quatro anos de pesadelo, as lideranças políticas, sociais e empresariais interessadas na democracia precisam urgentemente se organizar para construir, já, uma candidatura capaz de sensibilizar o eleitorado’. O jornal está engajado nisso. Eu também, claro. Sou o porta-estandarte do terceiro bloco. No meu caso, é ainda mais urgente, porque prometi me jogar do décimo-quinto andar se a disputa no segundo turno for entre Lula e Jair Bolsonaro.”

LEIA AQUI a íntegra da coluna; assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO