Diplomata, Calero ataca escolha de Eduardo Bolsonaro para embaixada

Diplomata de carreira, o deputado e ex-ministro da Cultura Marcelo Calero (Cidadania-RJ) criticou a hipótese de Eduardo Bolsonaro assumir a Embaixada do Brasil em Washington.

Na tribuna da Câmara, além de apontar nepotismo, disse que o filho do presidente não tem qualificação para o cargo.

“Para desempenhar essa função, centenas de diplomatas decidam uma vida inteira de estudo e trabalho. Há muito suor e dedicação para que o servidor tenha os atributos de excelência necessários à estatura da representação diplomática. E é isso particularmente importante na chefia da Embaixada do Brasil nos Estados Unidos.”

“A tradição de designar diplomatas de carreira para ocupar a chefia de corpos diplomáticos no exterior foi retomada nos últimos 10 anos e não pode mais uma vez ser quebrada por um capricho do presidente da República.”

Comentários

  • Elisabeth -

    Esse aí é um comunista q entrega as um p aparecer. Ele envergonha o Itamarati e deveria ter sido expulso pela forma q agiu gravando sorrateiramente um presidente.

  • esthercorrea@ig.com. -

    A inveja mata, Callero.

  • Arlindo -

    Está certo Calero. Para ser diplomata tem que saber ao menos qual a capital da Argentina

Ler 94 comentários