Direto da comissão: “Bolsa Deputado”

Silvio Costa (PTdoB) tentou interromper o relator há pouco. Jovair não deu bola para ele.

Deputados pró-impeachment aproveitaram para exibir o cartão da “Bolsa Deputado”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 28 comentários
  1. A Lei 1.079 em seu Art. 2º é explícita: Art. 2º Os crimes definidos nesta lei, ainda quando simplesmente tentados, são passíveis da pena de perda do cargo, com inabilitação, até cinco anos, para o exercício de qualquer função pública, imposta pelo Senado Federal nos processos contra o Presidente da República ou Ministros de Estado, contra os Ministros do Supremo Tribunal Federal ou contra o Procurador Geral da República. Ou seja, a lei em vigor simplesmente não trata do cargo de vice-presidente!

  2. Qualquer pessoa com uma função pública pode sofrer um impeachment: presidente, deputado, governador, prefeito, bem como ministros e secretários. Os vices também podem ser submetidos a esse processo.Seu burro…

  3. Acabei de ler: “o tempo vai mostrar quem é marco aurélio” Posso acrescentar: “concordo, assim como o tempo já mostrou quem são outros juízes do STF , com alguns que libertam estupradores, banqueiros e dão canetadas explicitamente políticas também” “só pode um juiz assim no STF, dois ou mais aí eu não quero”

  4. Sim. O Michel, os Ministros de STF que julgarem sem respeitar Constituição Federal causando prejuízos â. Nação, inclusive o Janot, podem e devem ser demitidos via impeachment. Que Gloria podermos ver isto acontecer. Tirar de vez está escumalha inquistada nos três Poderes. “Oh! Deus! Onde estais que não respondes!”

  5. Quem liberou Cunha para abrir o processo de impeachment foi o Lula. Na epoca achou que isso era melhor para ele, viraria oposicao e poria a culpa de tudo na Dilma e no Temer. Daih, a Republica de Curitiba resolveu trabalhar para prende-lo; nao restou -lhe outra alternativa a nao ser virar ministro de Dilma para ter foro privilegiado.

  6. Não há como Ricardo Lewandoswiski tomar a frente por razões óbvias, no entanto Marco Aurélio ainda não tinha se exposto tanto no mensalão, e na defesa de Collor, seu primo, foi convocado para participar desta campanha de tentar dividir a responsabilidade dos incendiários porque a fama de violentos já chegou até no uso da cor vermelha. Observem como há uma narrativa de “protetores contra violência” onde se encaixam Dilma, Edinho, Marco Aurélio, Eugênio Aragão, CNBB, Ciro e Cid Gomes, Guimarães que levou Lula ao Ceará para tirar a pecha de incendiário e virar conciliador sendo ministro!

  7. Sempre acreditei que o sr. Marco Aurélio não fazia jus ao seu cargo de ministro da Suprema Corte. Fala rebuscada, pretenciosa e sem conteúdo. Com inúmeras decisões desprovidas de coerência. Quem sabe agora ele aprenda um pouco de direito constitucional com um jurista de renome como Michel Temer. Kkkkkkkk

  8. V., há 4 minutos, deixe de ser petralha. Se o TCU não entende de lei orçamentária, quem entende, eu? Você? Ninguém entende, mesmo, é da atuação criminosa da laia petista. Só o juiz Moro e aquela turma da Força-Tarefa.

  9. Cidadãos ,to disposto a morrer pela minha familia e a nação,largo meu emprego aqui em maua Sp Rumo a brasilia armado ,para invadir a capital dos demônios ,quem vem comigo.?nos unimos,é agora ou nunca.alguem ,precisa tomar atitude..somos milhões gente.vamos espalhar na midia.estou com gosto de sangue na boca por vingança a fazer justiça,sem demora. É preciso ter coragem e fé. AÇÃO JÁ.É GUERRA,O QUE ESTÁ EM JOGO ,É O FUTURO DE NOSSOS FILHOS.,..

  10. ja que o ministro ta dando pitaco onde nao deve dizendo para cunha aceita o impeachment do vice, aproveita e da o pitaco pro amigo dele o teori de aceita logo as acusacoes contra lula