Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Diretor da ANPR diz que deputados concordaram em tirar trecho da PEC da Vingança

Ao Papo Antagonista, Lauro Cardoso afirmou nesta quarta-feira que não deve haver quórum para a aprovação da proposta na Câmara dos Deputados
Diretor da ANPR diz que deputados concordaram em tirar trecho da PEC da Vingança
Reprodução/O Antagonista/YouTube

Em entrevista ao Papo Antagonista, o diretor de Assuntos Jurídicos da ANPR, Lauro Cardoso, disse que depois da pressão de entidades ligadas ao Ministério Público, alguns parlamentares concordaram em remover pontos do texto da PEC da Vingança.

Entre eles, o trecho que garante ao CNMP a possibilidade de revisar decisões de promotores e procuradores. Segundo Cardoso, não deve haver quórum para a aprovação do texto.

“Nossa posição é de rejeição da PEC. Fizemos uma nota técnica de redução de danos, caso ainda se insista em votar essa PEC, e o nosso presidente está nesse momento na Câmara dos Deputados, juntamente com as outras associações, trabalhando justamente ou a rejeição da PEC ou a retirada de alguns temas, alguns pontos. Eu acredito que não há quórum. Até a própria liderança do PT concordou em retirar algumas coisas que alterariam substancialmente do MP, como a revisão de atos finalístico.”

Mais notícias
TOPO