Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Diretor da Anvisa vota contra cultivo de maconha no Brasil: 1x0

O diretor Antonio Barra Torres, da Anvisa, abriu o placar votando contra o cultivo de maconha no Brasil para produção de produtos medicinais.

Ele considerou que a Anvisa não pode regulamentar uma atividade econômica que ainda não existe, nem o cultivo de plantas sujeitas a tratamento especial.

Em voto que durou mais de três horas e meia, também afirmou que o processo não foi adequadamente instruído, sendo que as tratativas relacionadas à segurança pública devem ser mais robustas. Elas ocupam menos de 1% das páginas do processo.

Torres destacou que seu voto não diz respeito ao mérito da proposta, mas à forma como foi conduzida: “é inequívoca a fragilidade processual”, disse.

Nesta manhã, a diretoria colegiada da Anvisa, Torres inclusive, aprovou por 4 votos a 0 um novo marco regulatório para os produtos derivados de Cannabis. No entendimento de Torres, os produtos poderão ser vendidos em farmácias no Brasil, mas apenas se importados.

Antonio Torres foi nomeado em julho, sendo a primeira indicação do governo Bolsonaro a ocupar a diretoria da Anvisa.

TRF-4 monta trincheira contra o revisionismo de ocasião do STF. Leia aqui
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO