Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Diretor da Quaest: "Crise econômica fez com que a corrupção perdesse relevância"

Felipe Nunes comentou a pesquisa realizada pela consultoria que mostra que a corrupção é o maior problema do Brasil apenas para 10% dos entrevistados
Diretor da Quaest: “Crise econômica fez com que a corrupção perdesse relevância”
Foto: Reprodução

Em entrevista a Diogo Mainardi, Lucas Mendes e Caio Blinder, do velho Manhattan Connection, o diretor da Quaest, Felipe Nunes, comentou a pesquisa presidencial encomendada pelo banco Genial que foi divulgada nesta terça (5).

Segundo o levantamento, o ex-presidiário Lula é o favorito dos brasileiros para combater a corrupção. Entre os cotados como candidatos para a disputa de 2022, o petista é o melhor no quesito para 28% dos entrevistados. O segundo colocado é Jair Bolsonaro, com 24%, seguido por Sergio Moro, com apenas 14%.

A pesquisa também mostra que a corrupção é o maior problema do Brasil apenas para 10% dos entrevistados. Ao comentar o resultado, Felipe Nunes afirmou que o tema perdeu relevância devido à crise econômica no país.

Assista:

Mais notícias
TOPO