Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Diretor do Butantan prevê vacinação lenta até setembro

Dimas Covas disse que os ataques de Jair Bolsonaro à China dificultam as negociações em busca de insumos
Diretor do Butantan prevê vacinação lenta até setembro
Foto: Governo do Estado de São Paulo

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que os atrasos na entrega de insumos para a produção de Coronavac vão contribuir para que a vacinação no Brasil seja lenta até setembro.

Em entrevista à BBC, Covas disse que a situação só deve melhorar no último trimestre.

“Então seguramente nós não vamos ter uma grande evolução nas campanhas de vacinação dos brasileiros antes do final do ano. Até julho, vamos enfrentar muitas dificuldades. Infelizmente, até setembro manteremos um ritmo lento de vacinação.”

O diretor do Butantan voltou a dizer que os ataques de Jair Bolsonaro à China dificultam as negociações.

Os reflexos dessas declarações do presidente podem ser vistos claramente na imprensa chinesa. Basta você acessar qualquer jornal de lá e, com a ajuda de um tradutor da internet, ver como as falas do presidente e do ministro da Economia, Paulo Guedes, repercutem. Obviamente isso afeta.”

 

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO