Diretor-presidente da Ancine vira réu por organização criminosa

A juíza Adriana Cruz, da 5ª Vara Federal Criminal do Rio, aceitou denúncia do MPF e tornou réus o diretor-presidente afastado da Ancine, Christian de Castro Oliveira, e mais sete pessoas, informa o Globo.

Segundo o MPF, o grupo teria atuado, de outubro de 2017 a janeiro de 2018, para desonrar a imagem de outros diretores da agência que concorriam à vaga de presidente do órgão. O objetivo era abrir margem para que Christian fosse eleito e que todos os envolvidos tivessem promoção em cargos públicos.

Na semana passada, Bolsonaro afastou Christian do cargo e sugeriu que irá indicar um evangélico para assumir a presidência da Ancine.

ODEBRECHT: VINGANÇA EM FAMÍLIA E NOVAS REVELAÇÕES PARA A LAVA JATO. CONFIRA

 

Comentários

  • André -

    Entre trancos e barrancos, Bolsonaro ainda foi a melhor opção pra presidente. Imagina se fosse um petista, ou um tucano. Essa altura estariam negociando com o pres da Ancine, se corrompendo junto de

  • Roseane -

    É por isso que eu não vou abandonar o Bolsonaro! E espero que os outros que votaram nele faça o mesmo porque se não os corruptos irão voltar a fazer a festa de novo no país com suas corrupções

  • Polistyca -

    Ancine: cinema brasileiro, só filme ruim. Chat o. Cansativo. Festival de Tiradentes em MG (do Cinema Brasileiro): só filme ruim e cheir o fe.do.rento de ma c o n h a na cidade.

Ler 44 comentários