Diretora da OMS admite atraso na entrega de vacinas da Covax ao Brasil

Diretora da OMS admite atraso na entrega de vacinas da Covax ao Brasil
Foto: Pierre Virot/World Health Organization

A vice-diretora da área de medicamentos da OMS, Mariângela Simão, admitiu que o consórcio Covax Facility está atrasado na entrega de vacinas ao Brasil. Até o momento, o país só recebeu 1 milhão dos 10 milhões de doses que contratou.

Segundo a vice-diretora, houve problemas na fabricação. A tendência é que a situação se normalize ainda em abril.

Em entrevista, ela afirmou:

“O Brasil está recebendo vacinas pelo Covax da AstraZeneca, que é produzida na Coreia do Sul. Era para ter recebido 2,5 milhões, mas recebeu apenas 1 milhão nessa primeira entrada porque o produto informou à OMS que estava com problemas na produção no mês de março.”

Mariângela afirmou que o Brasil deve poder receber todas as nove milhões de doses até o próximo mês, ou no mais tardar em junho.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO