ACESSE

Discurso de Alckmin sobre 'armas' se assemelha ao da esquerda, conclui estudo

Telegram

O Antagonista teve acesso a um estudo sobre o debate em torno do Estatuto do Desarmamento nas redes sociais (Facebook e Twitter) neste período pré-eleitoral.

Jair Bolsonaro e seus filhos aparecem em destaque entre os influenciadores pró-armas.

“Em suas posições, destacam-se a acusação de hipocrisia de políticos contra armas e sua segurança armada, e a valorização da arma como instrumento de legítima defesa contra a violência”, diz trecho do estudo realizado pela Levels Inteligência e Consultoria Estratégia.

O levantamento mostra que a narrativa construída pela campanha de Geraldo Alckmin se aproxima do discurso da esquerda.

“O candidato Geraldo Alckmin, mesmo isolado dos clusters contra armas, avançou sobre o assunto no começo de sua campanha seguindo a linha argumentativa de que armas não são a solução, postura que também foi adotada por partidos adversários, como o PSOL.”

Outra análise interessante do estudo:

“Enquanto nas páginas pró-armamento mais de 90% dos comentários são favoráveis ao porte/posse de armas direta ou indiretamente, nas páginas desarmamentistas 60% dos comentários discordam da publicação e defendem o direito às armas.”

Comentários

  • Rubens -

    A discussão está errada, não se trata do direito o ter ou não arma, mas sim do direito a legítima defesa, este direito nos foi tirado, este é o ponto.

  • PT=PSDB -

    Normal que o Pai do PCC tenha um discurso a esquerda. O partido dele, o PSDB é linha auxiliar do PT, a exemplo do PSOL e PCdoB.

  • Luiz -

    Devido ao meu comentário anterior, tive um”insight”: Petistas reclamam de perseguição contra o PT, então votem 17 e terão todos os bandidos na cadeia sem arbitrariedade.

Ler 54 comentários