As divergências de Meirelles e Lula

Henrique Meirelles disse que exigiu de Lula independência para aceitar o cargo de presidente do Banco Central no governo do chefão petista.

Em Brasília, no evento Diálogo UNECS, o candidato do MDB contou que houve divergência entre eles, mas que se posicionava assim diante delas:

“Presidente, nós temos um acordo de independência. Eu vou honrar o acordo. O senhor é presidente, tem o direito legal de fazer o que quiser, então pode me exonerar. Mas enquanto eu estiver aqui farei o meu trabalho independente.”

Meirelles então afirmou que ficou no cargo e gerou 10 milhões de empregos.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Quem gerou 10 milhões de empregos foi o PLANO REAL, que petralhada não queria. Lulaláu bailou sobre o PLANO REAL até acabar com ele com safadezas financeiras, e Dilmanta deu a última porrada

Ler mais 2 comentários
  1. Quem gerou 10 milhões de empregos foi o PLANO REAL, que petralhada não queria. Lulaláu bailou sobre o PLANO REAL até acabar com ele com safadezas financeiras, e Dilmanta deu a última porrada

  2. Antes de gerir o BC Meirelles presidiu o BankBoston. E não por boniteza. Foi o presidente de fato do Brasil enquanto o Globetrotter cortava as nuvens no Aerolula. É o melhor quadro do MDB, sem favor.