Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Dizer que sou contra o candidato de Bolsonaro porque não foi o meu é a coisa mais nojenta"

“Dizer que sou contra o candidato de Bolsonaro porque não foi o meu é a coisa mais nojenta”
Foto: Isac Nóbrega/PR

Silas Malafaia continua a espernear contra Kassio Marques, na tentativa de garantir a próxima vaga no STF.

Ele disse para a Folha de S. Paulo:

“O Supremo tem católico, judeu, gente da esquerda: por que não um evangélico? Teve uma lista tríplice com 95% da liderança evangélica assinando, e 90% dos 95% apoiando o William Douglas. Desviar o foco dizendo que sou contra o candidato de Bolsonaro porque não foi o meu é a coisa mais nojenta (…).

Essa conversinha fiada da Igreja Universal é por interesse político. Um jogo estratégico nojento, político, para agradar, porque Bolsonaro está apoiando Crivella e Russomanno. A Universal é que é isolada. Representa 4% dos evangélicos. Isso é onda, puríssima”.

O jornal perguntou se ele pode voltar a apoiar Lula. Ele negou:

“Apoiei Lula porque acreditava que ele que veio do pobre, do Nordeste, podia fazer transformação no país. Apareci no programa eleitoral dele. Quando comecei a ver diferença entre prática e discurso, me afastei. Meu pai me avisou: ‘Rapaz, isso é tudo vertente comunista’”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO