Do comandante máximo ao operador mínimo

Os depoimentos da Odebrecht são “devastadores”, segundo O Globo.

“Os delatores tiveram que apresentar documentos para comprovar as fraudes e a movimentação do dinheiro desviado dos contratos com a Petrobras e outras áreas da administração.

Entre os documentos que tornam mais impactantes as denúncias estão cópias de e-mails em que executivos trataram das obras irregulares e dos pagamentos de propina. As acusações são enriquecidas também com extratos bancários e o vasto arquivo do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, uma área criada para facilitar o pagamento de propina a pedido de diversos setores da empreiteira”.

Só uma anistia ampla, geral e irrestrita poderá livrar da cadeia os membros da ORCRIM, do comandante máximo, Lula, ao operador mínimo.