Do mensalão ao petrolão a cunhada é sempre igual

A cunhada do tesoureiro do PT já foi acusada de ser uma mula no passado. A Veja fez este pequeno apanhado de suas estrepolias:

“Marice Correa de Lima é filiada ao PT paulista e trabalha na Confederação Sindical de Trabalhadores das Américas, um órgão ligado à CUT. Na época do mensalão, Marice já havia sido mencionada como responsável por fazer uma entrega de 1 milhão de reais à Coteminas como parte do pagamento de uma dívida de caixa dois de campanha. Ela era coordenadora administrativa do PT na ocasião”.

A cunhada do mochileiro é uma mochileira