Do Palácio do Planalto para a PF

Enquanto André Gerdau era levado para a delegacia, suspeito de corromper os conselheiros do Carf, seu pai, Jorge Gerdau, estava no Palácio do Planalto, reunido com dois ministros: Jaques Wagner e Armando Monteiro.

Participava também do encontro, segundo o Estadão, o ministro interino da Fazenda, Dyogo Oliveira, igualmente investigado pela Zelotes.

Jorge Gerdau estava no Palácio do Planalto para discutir a crise da siderurgia. Mas o fato é perfeitamente revelador da promiscuidade entre Estado e indústria.

Como disse o Estadão, “Gerdau é próximo à presidente Dilma e o empresário é um dos principais interlocutores entre o empresariado e o Planalto. Nos últimos anos, Gerdau participou da elaboração de políticas industriais e de discussões em torno dos mais importantes projetos estruturantes em curso no país, principalmente na área das concessões públicas”.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200