Do Petrolão ao BNDESlão

Vander Loubet pode ser o elo entre dois esquemas de corrupção que o PT montou para financiar ‘oficialmente’ suas campanhas pelo País. No inquérito que corre no Supremo, a PF descobriu que Loubet recebeu R$ 1 milhão do petrolão na disputa pela prefeitura de Campo Grande em 2012.

O dinheiro foi desviado da Petrobras e repassado por Alberto Youssef a um advogado ligado ao petista que depositou parte do valor em contas de pessoas que depois doaram formalmente para Loubet.

O mesmo expediente pode ter sido adotado em sua campanha para deputado no ano passado, tendo como fonte de recursos o BNDES. O Antagonista descobriu que a Usina São Fernando, que recebeu meio bilhão do BNDES, doou diretamente R$ 429 mil para Loubet.

A força-tarefa precisa vasculhar todos os demais doadores da campanha do deputado, que é sobrinho do Zeca do PT e homem forte do partido no Mato Grosso do Sul. E, claro, amigo de Bumlai.

Faça o primeiro comentário