Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A DOBRADINHA DO MINISTRO COM SEU ADVOGADO

Rodrigo Mudrovitsch, em sua sustentação oral, citou palavras do ministro Gilmar Mendes quando do recebimento da denúncia contra Gleisi Hoffmann.

Gilmar, segundo ele, disse então que a instrução penal seria desafiadora e que, as delações usadas na denúncia, mereceriam “análise muito mais aprofundada quando do julgamento do mérito”.

Mudrovitsch, que defende Gleisi, é advogado de Gilmar e professor do IDP. Segundo ele, o caso de Gleisi revela a “banalização” do instituto da delação premida e questiona o fato de um mesmo advogado ter feito as delações de Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa.

Gilmar, então, interrompe o advogado e pergunta o nome do advogado – como se não soubesse. O ministro aproveita a deixa para destacar que Antonio Figueiredo Basto está sendo investigado por supostamente cobrar para evitar que certos nomes fossem citados nas colaborações de seus clientes.

Mudrovitsch conclui: “Temos essa ironia neste caso.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO