Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Documento sobre Covaxin que Planalto diz não existir está em sistema da Saúde

Trata-se da cópia de fatura de importação da vacina indiana apresentada por Luis Ricardo Miranda, servidor da pasta; Onyx Lorenzoni e Élcio Franco levantaram suspeitas sobre autenticidade
Documento sobre Covaxin que Planalto diz não existir está em sistema da Saúde
Reprodução/TV Brasil

Um documento sobre a Covaxin que teve sua existência e sua autenticidade contestadas pelo Palácio do Planalto está disponível no sistema do Ministério da Saúde, segundo informou O Globo, que teve acesso a ele.

Trata-se da cópia de uma fatura de importação da vacina indiana apresentada por Luis Ricardo Miranda, servidor da pasta, e seu irmão, o deputado Luis Miranda (DEM-DF).

Em pronunciamento, tanto Onyx Lorenzoni quanto o ex-número 2 da Saúde Élcio Franco levantaram suspeitas sobre o recibo. Com base nessa alegada suspeita, o governo disse que pediria a PF, PGR e CGU uma investigação do caso.

De acordo com o jornal carioca, o recibo está datado de 19 de março de 2021 e, segundo Luis Ricardo Miranda, foi o motivo para que ele contrariasse seus chefes e se recusasse a dar aval ao processo.

O pagamento antecipado no valor de U$ 45 milhões era endereçado para a Madison Biotech, apontada como uma subsidiária da Bharat Biotech, fabricante da Covaxin, mas que não constava do contrato assinado com o ministério.

 

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO