Dodge defende investigação sobre Aécio na Justiça Federal

Telegram

Raquel Dodge recorreu de uma decisão de Gilmar Mendes que enviou à Justiça Eleitoral investigação sobre Aécio Neves por recebimento de R$ 21 milhões da Odebrecht em 2010.

A PGR diz que, apesar de o recurso ter sido repassado durante a campanha eleitoral, não há provas de que tenha sido usado para propaganda e, por isso, pode ser propina pela atuação do então senador favor do grupo empresarial.

“A doação eleitoral teria sido utilizada para dissimular a origem espúria”, afirma a PGR, ao pedir a remessa do inquérito para a primeira instância da Justiça Federal.

Comentários

  • Jose -

    Até quando este GM continuará livrando corruptos? O Paulo Preto tem que fazer delação. Aí, será mais um pedido de impeachment para o Davi arquivar. É difícil limpar estes corruptos do congress

  • João -

    Sao os Amniguinhos da corrupçao. Só falta ser do pó tambem.

  • Marcia -

    parece que a enterradora da lava jato está querendo mostrar serviço. Pena que chegou tarde. Graças à ela, vários processos foram arquivados por falta de vergonha na cara, ou tb falta de provas

Ler 16 comentários