Dodge descarta impedimento de Gilmar

Raquel Dodge afirmou hoje que não podem ser mais julgadas as ações em que seu antecessor, Rodrigo Janot, solicitava o impedimento de Gilmar Mendes em casos ligados à Operação Ponto Final, registra o Estadão.

A manifestação da PGR ocorre quatro meses depois de Cármen Lúcia ter cobrado esclarecimentos da chefe do MPF.

Dodge argumentou que os habeas corpus de Jacob Barata Filho –solto três vezes por decisões de Gilmar– e Lélis Teixeira, alvos do pedido, já encerraram a tramitação no tribunal.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. PRA Q SERVE A PGR SE NÃO NOS DEFENDE desta Orcrim instalada no STF que está acabando com a nação. Vergonhosa e parcial a atuação da Dodge neste caso. Gilmar é intocável, viu Dodge?

Ler mais 11 comentários
  1. PRA Q SERVE A PGR SE NÃO NOS DEFENDE desta Orcrim instalada no STF que está acabando com a nação. Vergonhosa e parcial a atuação da Dodge neste caso. Gilmar é intocável, viu Dodge?

  2. Há dúvidas que o Alckmin entrará para continuar tudo como está? https://blogs.oglobo.globo.com/bernardo-mello-franco/post/procurador-que-salvou-alckmin-da-lava-jato-e-primo-de-senador-do-dem.html

  3. Até agora eu não havia criticado Dodge por suas decisões e ações. Mas essa não pode passar em branco. Decisão proferida por juiz suspeito ou impedido é NULA. GM agiu com obscenidade!!!

  4. O corporativismo é uma infelicidade desse país. Como um caso claro de impedimento (padrinho) nem.a julgamento vai. Também Dodge foi indicada por Temer(3° denúncia???) com total apoio do Beiçola.🆘

    1. Impressionante como as coisas são combinadas. Por isso a garçonete de trem fantasma faz dueto de samba com a melancia….