Dodge não vê injúria em fala de Bolsonaro sobre 'fuzilar a petralhada'

Em manifestação ao STF, Raquel Dodge pediu que seja dado prazo para que Jair Bolsonaro, se quiser, explique sua fala sobre “fuzilar a petralhada” em um comício no Acre.

A PGR, porém, não identificou injúria na fala. Para ela, Bolsonaro não se referiu a pessoa específica, e “personificar ‘petralhada’ (…) configura elastecimento da responsabilidade penal por analogia ou por extensão, o que é absolutamente incompatível com o direito penal”.

Os petistas entraram no STF com representação criminal contra o deputado por causa da fala. O caso ainda será analisado por Ricardo Lewandowski.

Comentários

  • Alan -

    Alessandra Baldini,Juíza Federal Titular da Subseção Judiciária de Cruzeiro do Sul,no Acre,do TRF-1,é filiada ao PDT desde 3/6/2007 e continua filiada até hj,mesmo depois de se tornar Magistrada

  • Marçal -

    Pelo Ricardo L., o que rasgou a constituição a favor da Dilma. Um dos três da segunda turma? Já sabemos o que pode vir daí. Parte do STF não faz justiça, faz politicagem protegendo criminosos.

  • Goreba -

    Eu não sabia que exterminar ratos e ratazanas era considerado crime!!!

Ler 72 comentários