Dodge quer tirar de Gilmar mais um caso de Paulo Preto

Raquel Dodge pediu a Gilmar Mendes para deixar a relatoria de uma ação na qual Paulo Vieira de Souza busca anular decisão da Justiça Federal em São Paulo que o tornou réu em março.

A defesa do ex-diretor da Dersa pediu ao ministro para enviar o caso — relativo a lavagem de dinheiro e corrupção nas obras do trecho sul do Rodoanel — à Justiça Eleitoral.

Os advogados forçam a tese de que o caso tem relação com outra investigação, ligada a doações que Paulo Preto conseguia para José Serra e Aloysio Nunes, do PSDB, em 2010.

Esse inquérito, que tramitava sob a condução de Gilmar Mendes no STF, por envolver autoridades com foro à época, foi enviado no ano passado para a Justiça Eleitoral.

Em manifestação enviada ao ministro, a PGR diz que a acusação de corrupção e lavagem envolve ocultação na Suíça de propina de R$ 8,8 milhões, recebidos da Odebrecht de 2007 a 2009.

Sustenta que, se a investigação relativa às doações já saiu do STF, esse novo pedido sequer deveria passar por Gilmar Mendes.

“O reclamante [Paulo Preto] pretende fazer crer o que se relacione a seu nome ou o Dersa esteja vinculado a uma investigação que já foi declinada”, diz a procuradora-geral.

“Os marcos temporais dos casos são flagrantemente diversos, com mais de meia década de distinção entre os fatos apontados.”

Comentários

  • marcelo -

    Que isso Dra. Raquel, e como ficam os honorários da Dona Guiomar ? rs.rs.rs.

  • Luiz -

    Raquel Dodge vai endurecer suas ações na PGR mas por um motivo apenas, tentar ser reeleita para o cargo, o que certamente não ocorrerá.

  • elias -

    Vamos será que Gilmar HC Mendes aceitará perder uma VENDA de HC , vamos aguardar pra ver se esse CANALHA toma vergonha na cara e não defende mais BANDIDOS.

Ler 42 comentários