Doleiros da Lava Jato aguardam sentença

Três ações penais da Lava Jato já concluídas estão na mesa do juiz Sérgio Moro para sentença há dois meses. O intenso volume de trabalho adiou até agora as condenações dos doleiros Carlos Habib Chater e Raul Henrique Srour.

Chater era parceiro de Youssef em Brasília e dono do Posto da Torre, que inspirou o nome da Operação Lava Jato. Srour é o doleiro de São Paulo que aparece também no escândalo do metrô de São Paulo e na lista do HSBC.

A terceira ação penal tem como réu Alberto Youssef, que virou colaborador, o mensaleiro Enivaldo Quadrado e Gerson Almada, da Engevix.