Dom Orani envia carta aos padres e nega acusações: "Não houve nenhum tipo de conduta ilícita"

O cardeal dom Orani Tempesta acaba de enviar uma carta aos padres de sua arquidiocese pedindo que “levem ao povo os esclarecimentos” sobre as recentes notícias — O Antagonista recebeu uma cópia (veja aqui).

Ele diz que “não houve nenhum tipo de conduta ilícita” e que jamais utilizou sua posição “para solicitar benefícios para quaisquer instituições”.

“O fato de alguém utilizar meu nome não significa que tenha recebido a minha autorização.”

Dom Orani acrescenta que “é importante que tudo seja investigado e apurado pelas autoridades competentes” e conclui pedindo “a graça de Deus para concretizar o perdão, a justiça e a paz”.

Leia também a reportagem especial sobre o esquema delatado por Padre Wagner na nova edição da Crusoé:

O padre que atrasou a Lava Jato

Comentários

  • Jorge -

    Igreja católica,antro de pedofilia,Prostituição,safadeza e roubalheira.Sempre foram assim.

  • João -

    A igreja católica sempre apoiou e se beneficiou de quem esta ou esteve no poder, inclusive dos ditadores de esquerda, como a ORCRIM petista, por exemplo.

  • Ryu -

    Canalha!

Ler 31 comentários