Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Dono da Davati diz não saber motivo das diferenças de preços em ofertas de vacinas ao Brasil

"Não entendi o porquê estavam oferecendo uma vacina de US$ 17,50 por 11 dólares. Ou porque estavam oferecendo uma vacina de US$ 10 por US$ 11", disse Hernan Cardenas
Dono da Davati diz não saber motivo das diferenças de preços em ofertas de vacinas ao Brasil
Foto: Divulgação

O dono da Davati Medical Supply, Hernan Cardenas, disse não saber os motivos para as diferenças de preços das ofertas para compra de vacina contra a Covid apresentadas ao Ministério da Saúde pelo reverendo Amilton Gomes de Paula e pelo policial militar de Minas Gerais e suposto vendedor de vacina Luiz Paulo Dominguetti.

“Não sabemos o porquê. E o reverendo Almiton [Gomes de Paula] e o [Luiz Paulo] Dominguetti nunca foram representantes da Davati ou de seus produtos e serviços. Então não temos motivo para continuar a dialogar com eles”, disse Cardenas à CNN, em entrevista publicada hoje.

Segundo o empresário, ele ficou surpreso ao ver as diferenças de valores nas propostas.

“E eu não entendi — talvez tenha sido um erro da parte deles — o porquê estavam oferecendo uma vacina de US$ 17,50 por 11 dólares. Ou porque estavam oferecendo uma vacina de US$ 10 por US$ 11.”

Cardenas afirmou não saber “se tinha algo de errado sendo feito” nas negociações para a compra de vacina. Ele disse ainda que o reverendo e Dominguetti sabiam que a proposta pelo imunizante da Janssen foi enviada “diretamente a Elcio Franco”.

“Então eu não sei, pensei que fosse um erro, mas, novamente, Cristiano Carvalho é quem nós contávamos e confiávamos para deixar claro qualquer desentendimento, e nós apoiamos isso tendo certeza que sempre mandávamos a oferta diretamente ao governo e não somente pelas mãos dos mensageiros”, disse Cardenas.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO