Doria agora tenta distância da polêmica das igrejas

Doria agora tenta distância da polêmica das igrejas
Reprodução/Governo do Estado de São Paulo/YouTube

João Doria (PSDB) evitou se posicionar hoje sobre a polêmica do funcionamento de igrejas em meio ao agravamento da pandemia.

Em evento no Instituto Butantan, o governador de São Paulo limitou-se a dizer que “decisão judicial se cumpre”.

Doria chegou a incluir igrejas na lista de serviços essenciais recentemente, mas depois recuou.

O STF julga na tarde de hoje se mantém ou não a decisão de Kassio Nunes Marques, que liberou em decisão monocrática cultos e missas presenciais. Acompanhe conosco logo mais.

Leia mais: Pois é, nada mudou da esquerda para a direita.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO