Doria anuncia que não irá morar no Bandeirantes

Em vídeo no Twitter, João Doria afirmou que não usará o Palácio dos Bandeirantes como residência oficial e desativará o uso para autoridades do Palácio de Inverno de Campos de Jordão.

Segundo o tucano, governador paulista eleito, o Bandeirantes “será a sede do trabalho”. A iniciativa não é inédita –José Serra, que governou o estado de 2007 a 2010, também optou por não morar no palácio.

No vídeo, Doria agradeceu pelos votos recebidos no segundo turno contra Márcio França e acrescentou: “Quero dizer que vou governar para você que votou em mim e para você que não votou também”.

Com a eleição de Bolsonaro, você precisa se situar no novo mundo da política — e tem de ser rápido. Entenda AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 31 comentários
  1. Bolsonaro não pode se dar ao luxo de não morar no Palácio, penso eu … Primeiro tem a segurança dele …. já tentaram matá-lo. Segundo ele tem que receber chefes de estado em grande reuniões .

    1. Menos… menos… estive na Paulista em todos os movimentos, desde o impeachment da Dilma ao penúltimo sábado por Bolsonaro, porque faz parte da DEMOCRACIA…

  2. Dória é muito experto, já percebeu quem é o adversário político a ser batido: Zema. Em seu discurso pós consolidação dos votos tratou de dar uma alfinetada velada no mineiro…

    1. … disse que não se filiou a partido político só para se candidatar em 2018. Agora copia o gesto feito pelo adversário, que transformará o Managabeiras em museu. [corrigindo: esperto].