ACESSE

Doria defende mulher e diz que vídeo sobre moradores de rua foi editado 'com maldade'

Telegram

Três dias depois de circular pelas redes sociais o vídeo em que Bia Doria defende que não se dê marmita a quem mora na rua, João Doria saiu em defesa da mulher –e, assim como ela, afirmou que o vídeo foi tirado de contexto.

“O vídeo foi editado e evidentemente feito com enorme maldade, sem a menção do que antecedeu o vídeo, onde a Bia Doria, primeira-dama do estado de São Paulo e presidente do Conselho do Fundo Social, dizia que o ideal era o acolhimento das pessoas em situação de rua”, disse o governador, conforme o relato do G1.

“Que as pessoas em situação de rua, em São Paulo, pudessem estar acolhidas, em centros específicos para isso, como durante a prefeitura eu procurei fazer e como tem feito o Bruno Covas na medida do possível”, acrescentou o tucano.

A entrevista em que Bia Doria fala dos moradores de rua foi postada na sexta (3) nas redes sociais da socialite Val Marchiori –aquela do “hello!”, amigona de Aldemir Bendine.

Apesar do pedido de desculpas da primeira-dama, as declarações repercutiram mal e foram aproveitadas por adversários do tucano, como Damares Alves.

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim

Comentários

  • ALEXANDRE -

    Quem deve pedir desculpas são as ong's de araque, o pt e todos os velhacos que se aproveitam do problema gerado pelas pessoas acampadas nas ruas que usam drogas, fazem xixi, cocô, roubam, furtam...

  • JONTATHAS -

    Editado com maldade é o cu da mãe seu FDP. Vocês Políticos roubam o povo em tudo, deixando a maioria na miséria, morando nas ruas, morrendo de fome, frio, doenças, e desrespeita o ser humano. FDP.

  • Mauricio -

    Dória está certo. Foi editado mesmo. O resto é chororô de lunaticos e fanáticos!

Ler 35 comentários