ACESSE

Doria: "Eu jamais nomearia meu filho para a embaixada"

Telegram

João Doria quer herdar o eleitorado lavajatista de Jair Bolsonaro, que resolveu fechar um acordão com Dias Toffoli e passou a fritar Sergio Moro.

Em entrevista a Josias de Souza, João Doria disse:

“Eu jamais nomearia meu filho nem ninguém da minha família para nenhuma função pública, ainda mais numa circunstância de uma embaixada que é a mais importante embaixada brasileira no exterior”.

Perguntado se há uma operação anti-Lava Jato, ele respondeu:

“Não sei se a intenção deliberada é essa. Mas a interpretação é cabível”.

Bolsonaro está em crise com algumas das instituições-pilares da Lava Jato. Leia mais

Comentários

  • Paulo -

    Dória tenta, de traição em traição, se firmar como candidato em 22. Parece o L.la, todo dia distorce uma verdade. Não vai dar certo!

  • Carlos -

    Todos têm um Queiroz pra chamar de seu. Podem ter certeza que na hora H o submundo de Brasília fará aparecer o Queiroz do Dória.

  • Maria -

    Cuidado Doria, suas atitudes agora se aliando com o DEM principalmente ao Maia poderá perder voto, cuidado.

Ler 224 comentários