Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Doria contraria Anvisa e mantém intervalo de 4 meses para dose de reforço

Anvisa recomendou nesta sexta-feira que decisão do governo de São Paulo seja "reavaliada"
Doria contraria Anvisa e mantém intervalo de 4 meses para dose de reforço
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O governador de São Paulo, João Doria (foto), afirmou neste sábado que manterá a decisão de reduzir de 5 para 4 meses o intervalo da dose adicional da vacina contra Covid.

Como mostramos, a Anvisa recomendou que o estado “reavalie a estratégia de antecipação generalizada de aplicação da dose de reforço.

“São Paulo vai seguir a orientação do seu comitê científico”, disse Doria durante coletiva de imprensa realizada em Nova York.

“A Anvisa não tem o poder de determinar, proibir decisões estaduais. Constitucionalmente, aliás, isso foi reforçado por uma decisão recente do STF: cabe aos estados definirem as suas políticas de vacinação e as suas políticas de saúde.”

No seu comunicado, a Anvisa afirmou que as vacinas são a forma mais eficaz de evitar a disseminação do vírus da Covid, mas acrescentou que o intervalo menor tem de ser sustentado “por dados epidemiológicos, com adequado monitoramento das reações adversas e com a condução de estudos de efetividade das vacinas”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....