Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Doria promete ir à Justiça contra governo Bolsonaro por vacinas

O governador acusa o Ministério da Saúde de enviar apenas metade das doses da Pfizer que o estado de São Paulo deveria receber
Doria promete ir à Justiça contra governo Bolsonaro por vacinas
Foto: Governo do Estado de São Paulo

João Doria (PSDB) voltou a criticar o governo Bolsonaro após a polêmica envolvendo o envio de vacinas contra a Covid ao estado de São Paulo e prometeu ir à Justiça. O governador acusa o Ministério da Saúde de mandar apenas metade das doses da Pfizer que São Paulo deveria receber.

Mais cedo, durante a entrega de cerca de 4 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), matéria-prima para produção da CoronaVac no aeroporto de Cumbica, Doria afirmou que os paulistas estão prejudicados por uma medida arbitrária sem nenhum fundamento” da pasta.

“Nós vamos reagir na forma da lei para evitar que brasileiros de São Paulo, paulistas e aqueles que vivem no nosso estado, sejam prejudicados por uma medida arbitrária sem nenhum fundamento do Ministério da Saúde. Coibir, limitar, reter vacinas é contribuir para o aumento do pesadelo que é essa pandemia que vitimando milhões de brasileiros e privar a imunidade da vacinação daqueles que já tomaram a primeira dose vacina da Pfizer de tomarem a segunda dose dessa vacina.”

Ontem, em coletiva, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, disse que “não há um percentual fixo” para distribuição de doses de vacinas aos estados.

Em publicação no Twitter nesta quinta-feira (5), o governador de São Paulo rebateu:

“Estão criando factoides para tentar justificar o injustificável. Parem de mentir e entreguem as vacinas da população de São Paulo!”

Como destacamos, dos cinco estados que lideram hoje a vacinação no Brasil, apenas São Paulo recebeu proporcionalmente menos doses da Pfizer em relação à última remessa.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO