Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Doria: "Protestos são democráticos desde que não impeçam o direito de ir e vir"

Governador desautorizou afirmação de capitão da PM-SP que chamou manifestação de caminhoneiros de "democrática"
Doria: “Protestos são democráticos desde que não impeçam o direito de ir e vir”
Reprodução/Rádio Bandeirantes/YouTube

João Doria desautorizou nesta quinta (9) declaração de porta-voz da PM-SP, capitão Bonifácio, que chamou as manifestações de caminhoneiros de “movimento democrático”.

“Eu respeitosamente não conheço esse oficial militar. Mas quero dizer a você que porta-vozes da Secretaria de (sic) Segurança e da Polícia Militar são: general João Campos, secretário de Segurança Pública do estado de São Paulo, coronel Alencar, comandante da Polícia Militar do estado de São Paulo, e coronel Camilo, Alvaro Camilo, que é o secretário-executivo de Segurança Pública e ex-comandante-geral da Polícia Militar do estado de São Paulo, esses são os porta-vozes”, disse o governador, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

“Protestos são democráticos desde que não impeçam o direito de ir e vir, desde que não bloqueiem estradas, desde que não bloqueiem o acesso a quem quer que seja. Sejam caminhões, sejam ônibus, sejam veículos. O direito de ir e vir está previsto na democracia e deve ser respeitado. Protestar é possível, aliás, assistimos [a] protestos aqui no dia 7 de Setembro em São Paulo, pró e contra Bolsonaro, sem nenhuma interocorrência (sic)”.

Leia maisPorta-voz da PM de SP chama bloqueios dos caminhoneiros de “movimento democrático”

Mais notícias
TOPO