ACESSE

Doria se 'solidariza' com Baldy

Telegram

João Doria, em coletiva, disse se solidarizar com Alexandre Baldy, seu secretário dos Transporte Metropolitanos preso.

“Lamento o ocorrido e me solidarizo com ele e sua família, mas quero lembrar que nenhum fato é vinculado ao Governo do Estado de São Paulo. Sua gestão aqui é como secretário dos Transportes Metropolitanos, que ao longo destes dezenove meses foi proba, foi correta, foi dinâmica e foi dentro das expectativas do Governo do Estado de São Paulo.”

Doria decidiu, neste primeiro momento, não chutar o Baldy. O próprio secretário preso pediu licença do cargo por 30 dias para preparar sua defesa no processo em que é investigado.

O governador acrescentou:

“Ele saberá fazer sua defesa e apresentar seus documentos que com certeza o fará e muito bem. E nós confiamos na Justiça.”

Leia mais: Sócios no desastre: a responsabilidade dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 22 comentários