Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Doria sem apoio da bancada evangélica

Doria sem apoio da bancada evangélica
Foto: Governo do Estado de São Paulo

O endurecimento das medidas restritivas adotadas pelo governo paulista em março minou a base de sustentação da gestão de João Doria na Alesp, diz a Crusoé.

A maior revolta ocorreu na chamada bancada evangélica, que conta com doze deputados e ficou irritada com a decisão de Doria de proibir atividades religiosas coletivas nos templos, como cultos e missas, durante a fase emergencial.”

Além dos deputados da frente evangélica, Doria também tem sido alvo de críticas de outros parlamentares da base aliada que defendem os interesses de empresários, comerciantes e até clubes de futebol.

Leia aqui a íntegra da nota.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO