ACESSE

Dr. Jair e Mr. Bolsonaro

Telegram

Cida Damasco, do Estadão, diz que há dois governos e que eles são inconciliáveis:

“Enquanto Jair e a ala arquiconservadora do ministério atendiam a uma parte do eleitorado, com declarações e atitudes controvertidas, principalmente na chamada pauta social e de costumes, Bolsonaro e a equipe econômica atendiam à outra parte, com o discurso insistente de prioridade absoluta à reforma da Previdência e outros projetos dentro do campo do liberalismo, como as mudanças na legislação sindical e trabalhista (…).

Jair e Bolsonaro meteram os pés pelas mãos e assustaram uma parcela considerável de apoiadores. Menos, é óbvio, as turbas de haters que infestam as redes sociais. Como sempre, na sequência vieram as traduções do pensamento bolsonariano – ‘não foi bem isso que ele quis dizer’ –, principalmente pela voz do vice Hamilton Mourão. O crescente mal-estar causado por esses episódios, porém, só faz reforçar as críticas ao despreparo do presidente e, por tabela, ampliar os rumores de desconforto entre os militares do entorno do Planalto.”

A reforma das reformas está em risco. LEIA AQUI

Comentários

  • jader -

    vamos resumir: Bolsonaro é uma mula (sem cabeça)

  • Capitão! -

    Despreparo, quer dizer, ardil e torpeza, tem a imprensa podre. E o Estadão, o que dizer, depois da revelação do áudio da jornalistazinha Constanza? Escancarou a real intenção. Sem qq credibilida

  • Paulo -

    Os scholars do "jornalismo"estranham porque no governo do presidiário era acertado o botim entre as máfias.

Ler 198 comentários