Durante pandemia, mais da metade dos juízes estaduais recebeu acima do teto

Durante pandemia, mais da metade dos juízes estaduais recebeu acima do teto
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

De março a julho deste ano, durante a pandemia, 7 300 juízes de 20 tribunais de justiça estaduais tiveram rendimentos líquidos acima do teto salarial do funcionalismo público, hoje de R$ 39,2 mil. A reportagem é da revista Piauí.

Em 2019, o Poder Judiciário gastou R$ 100,2 bilhões. Como já mostramos, quase todo o valor – R$ 90,8 bilhões – foi para o gasto com pessoal.

O Brasil gasta o equivalente a 1,5% do PIB com o Judiciário. Proporcionalmente o triplo da Espanha, onde o gasto foi de 0,47% do PIB no ano passado.

Um juiz estadual recebe em média R$ 33,4 mil por mês. Com esse valor é possível pagar cinco assistentes sociais (R$ 6,7 mil) ou 12 técnicos de enfermagem (R$ 2,7 mil).

A reforma administrativa proposta pelo governo não trata da remuneração de juízes e membros do Ministério Público.

Leia também: Toffoli diz que Judiciário deu sua ‘parcela de sacrifício’ na pandemia

Leia mais: STF: sucessor de Toffoli terá dificuldades para reparar os danos provocados pelo antecessor
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 18 comentários
TOPO